Páginas

segunda-feira, 11 de abril de 2011

"Todo dia era dia de índio, mas agora ele só tem o dia 19 de abril"

Esse é o começo de uma linda música da Baby Consuelo, mas que ainda retrata a triste realidade vivida pelo povo indígena no Brasil do século XXI.

Ontem teve uma palestra muito boa no ISERJ sobre “Direitos dos Povos Indígenas”, às 18h30, no auditório da sala 133, que infelizmente eu não sabia que ocorreria e nem divulguei aqui.

A palestra está disponível em vídeo, clique aqui para assistí-la.


Na mesa estavam presentes José Urutau Guajajara, Carlos Tukano e o advogado Arão Guajajara, que representa uma liderança para as comunidades indígenas. Arão é conhecido pela sua atuação a frente do Acampamento Indígena Revolucionário (AIR), movimento de resistência que reivindica a reabertura de postos da Fundação Nacional do Índio (Funai) em comunidades indígenas do território nacional. Sua luta dentro do AIR é para que haja a revogação do decreto presidencial 7.056, que “privatiza” a Funai, extinguindo postos e administrações do órgão e retirando direitos adquiridos de indígenas e servidores.Ele é também membro do Conselho Nacional dos Direitos Indígenas. Na palestra, ele falou sobre a defesa dos direitos dessa etnia brasileira e seus desdobramentos nas legislações internacionais de Direitos Humanos. A ideia foi promover uma reflexão sobre a importância e contribuição dos povos indígenas na formação política, social e econômica do nosso povo, e ao mesmo tempo fomentar o debate sobre os desafios vivenciados pelos indígenas na sociedade brasileira do século XXI.


Pela primeira vez tive a oportunidade de ouvir a versão indígena sobre os homens brancos cristãos colonizadores.
Esse DOCUMENTÁRIO é muito bom, porém é meramente ilustrativo da minha opinião sobre a colonização missionária que sempre é muito bem intencionada e desinteressada, mas que lamentavelmente perdura desde o século XV, e atualmente se perpetua através de algumas ONGS.


PAULO YAWANAWÁ fala sobre o grande ATRITO entre seu povo e os MISSIONÁRIOS que chegaram querendo IMPOR um estilo de vida, colocando culpas e pecados INEXISTENTES na cultura indígena.




video




Quem quiser acompanhar a luta indígena por seus direitos, siga-os pelos blogs: http://resistenciaindigenacontinental.blogspot.com/ http://acampamentorevolucionarioindigena.blogspot.com/ http://indiosemmovimento.blogspot.com/


Todo mês tem uma programação bem interessante aberta ao público, com comidas, artesanatos e contação de histórias para as crianças na Rua Mata Machado 126, antigo Museu do Índio, bem ao lado do Maracanã. De carro é só entrar pela avenida Radial Oeste.



Clip de Mickael Jackson censurado no EUA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita. Deixe seu comentário.